Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma mulher feliz

Diário de uma mulher feliz

14 de Dezembro de 2020

Querido diário,

quase à dois meses que não te escrevo. Admito que vivi num corrupio que o consegui arranjar tempo para mim. E só esta madrugada que antecede algo que me assusta e me tira o sono, ironicamente, encontrei tempo para te escrever. Para um café á porta de casa sozinha, para compor algumas mensagens para amigos, para ouvir música e um podcast.

A saúde é o nosso maior, ou dos maiores privilégios que temos na vida. Ela pode condicionar tudo. Aliás este ano de 2020 é isso mesmo, a figuração de como uma doença muda o mundo. E não, não estou (por agora) infectada com covid mas já há muito tempo que fisicamente não me sentia bem e ganhei coragem para ir ao médico. Chegaram os resultados das analises e apesar de leiga na matéria, os valores comparativos de alguns "itens" PARECEM-ME maus. Pus tudo em causa. Agora que tudo estava a alinhar-se. Que o trabalho que pedi ao Universo estava á porta mas que sem saúde será complicado de concretizar. 

Mas como disse, parecem, pode não ser nada. Só amanhã, se conseguir consulta é que saberei.

No meio de todas estas confusões consegui ter quase duas semanas de férias numa aldeia desértica perto de Viseu. Só nós, a lareira, o rio e as caminhadas. Foi revigorante. Vimos a neve cair pela primeira vez. Tivemos longas conversas á lareira e longos silêncios reconfortantes. É declaradamente o homem da minha vida. <3

Saímos de lá ainda mais coesos. Vou deixar aqui algumas fotografias.

Estarei mais por aqui. (Perdoa-me)

M

 

IMG-20201204-WA0012.jpg

IMG-20201204-WA0025.jpg

IMG-20201201-WA0003.jpg

IMG-20201128-WA0081.jpg

IMG-20201130-WA0027.jpg

IMG-20201201-WA0016.jpg

 

26 de Outubro de 2020

Querido diário,

a vida ensinou-me que o que é bom pode demorar. Como um longo encontro de lábios. Mas também me instruiu que poderá chegar como um relâmpago numa árvore solitária no nosso centro. Começará a a arder e alastra por toda a floresta. Por toda a vida.

Podia mentir dizendo que me sinto infeliz por profissionalmente estar parada. Mas vivenciar este amor não me dá espaço para mágoas. Claro que me sinto desconfortável e por isso estou na luta. Mas tenho uma chama acesa de fé, que ninguém rouba, ninguém tira.

Quando acreditamos muito acaba por acontecer. Pois inconscientemente o nosso corpo reage e luta para que consigamos. 

Encontros de alma, acredito que sejam raros, mas sei que encontrei o homem da minha vida. Vejo naqueles olhos cor de horizonte. E são os impulsionadores, junto a mim, da minha garra.

Quando me diz "já te disse que te amo hoje?" Tudo se alinha e a vida é tão mais fixe!

É porreira não é?

 

IMG_0435.JPG

(Nós sem filtros. Simplesmente nós.)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • 03 de Setembro de 2020

    03 Setembro, 2020

      Querido diário, coloquei uma intenção no Universo e quero muito acreditar nela! Aliás (...)

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub